Mabon

O Sabá de Mabon é um sabá menor (da terra), É o equinócio de outono.
O nome Mabon em homenagem ao Deus Celta Angus que era conhecido como Mabon na Irlanda. Ele é o Deus da Juventude, da beleza e do amor.
*Pronúncia: Mabon (Mêibon).

O equinócio pode variar de data em cada ano, mas normalmente acontece entre 21 e 23 de Março no Hemisfério Sul e entre 21 e 23 de Setembro no Hemisfério Norte.
A celebração pode ser feita no dia do equinócio ou até três dias depois.


Mabon é a época da segunda colheita, e agradecimento por tudo o que nós colhemos e aprendemos até agora. Agradecemos pela fartura de alimentos e pelo conhecimento que nós tivemos.
Também é um sabá de introspecção, onde as pessoas começam a ficar mais dentro de suas casas e se protegem do frio que está por vir.
Algumas pessoas gostam de aproveitar o silêncio dessa introspecção para pedir ajuda dos espíritos dos ancestrais, pedir conselhos e agradecer pela sabedoria deles.

A natureza muito nos ensina, e no equinócio de outono é a época em que as árvores começam a perder suas folhas, para que elas não queimem no frio do inverno e prejudiquem a árvore inteira, mostrando assim que algumas vezes é preciso abandonar o que não serve mais para proteger o que é mais importante.

Um dos símbolos de Mabon é a cornucópia, uma cesta em formato de chifre recheada com frutas legumes e folhas. A cornucópia representa a abundancia, riqueza e a fertilidade.
Ela pode ser feita no dia do equinócio de outono ou pode ser comprada e usada como decoração no altar.


Correspondências de Mabon:
Símbolos: Folhas, cornucópia, abóbora.
Comida: Abóbora, pães e bolos de grãos, raízes como batata e cenoura, trigo e milho.
Bebida: Vinho, suco, sidra.
Plantas: Benjoim, mirra, calêndula, pinho, rosa, sálvia, e todas as plantas regidas por Marte ou Vênus.
Cores: Marrom, verde e laranja.
Incensos: Sálvia, mirra, benjoim.
Cristais: Aventurina, olho-de-gato, ágata, cornalina, topázio amarelo.

______________________________
Veja também:
______________________________


3 comentários: